Post-mortem

Diversas postagens aqui no blogue dizem respeito a um dos ramos de minha árvore que ainda apresenta lacunas. Isso ocorre pelo facto de meu bisavô materno João Pereira Belém (1854-1921) carregar o sobrenome composto de uma família poderosa de Bananal de Itaguaí, hoje Seropédica, Rio de Janeiro. Por meio de evidências documentais e genéticas, sei Leia mais… »

Patrono

Apenas 16 anos, mas duas centenas de quilômetros, separaram os nascimentos de Ana Quitéria Joaquina de Oliveira (1759-1837) e de Antônio Soares da Silva (1775-1857). Ele nasceu na Freguesia de Nossa Senhora da Anunciação do Irajá, no Rio de Janeiro; ela nasceu na Freguesia de Nossa Senhora da Piedade da Borda do Campo, em Barbacena, Leia mais… »

Familiar

Tomemos informações na Mesa, e com os comissários Manoel Gonçalves e Manoel Teixeira da Cunha, e Notário Francisco Martins, sobre a pureza de sangue, e mais requisitos do Doutor Vicente Gonçalves Lage, que pretende ser Familiar do Santo Ofício, contendo na petição inclusa, que V.Exª nn manda informar; e achamos que por seus pais e Leia mais… »

Enxertos

Um dos enigmas mais persistentes em minha árvore familiar – e que foi tema de várias postagens aqui no blogue – parece se aproximar de uma solução. Graças à publicação dos resultados da pesquisa documental, aos testes genéticos e ao contato frequente com parentes do ramo específico – o materno -, pressinto a chegada do Leia mais… »