Nely

Algumas árvores de família são como pinheiros, que crescem para cima de forma bastante pronunciada, principalmente porque quem as cultiva se preocupa apenas em documentar sua ascendência direta, deixando de lado os tios e primos que possa ter e mesmo conhecer. Outras árvores são como arbustos, que se espalham sem muita esperança de crescimento vertical Leia mais… »

Bruna

Ao olhar os matches autossômicos (Family Finder) no sítio do FamilyTreeDNA, como faço com frequência, encontrei uma nova indicação com 24cM compartilhados e indicação de parentesco de prima entre o terceiro e o quinto grau. Como havia uma árvore disponível, decidi explorar, embora os usuários do FTDNA nem sempre forneçam muitas informações em suas árvores. Leia mais… »

Incrédulos

Persiste entre alguns genealogistas a ideia de que os testes genéticos não têm serventia de modo geral – ou em casos específicos, como na busca de antepassados sefarditas. É certo que os testes ainda não estão acessíveis a todos, que seus resultados variam de um laboratório para outro – e são de difícil interpretação – Leia mais… »

Vivian

A resolução de questões de parentesco por meio de testes genéticos nem sempre é algo fácil, pois esses testes não têm a precisão esperada pelo genealogista. Sem o auxílio da pesquisa documental, seus resultados podem ficar por muito tempo como meras indicações de parentesco. Foi isso o que ocorreu em minha experiência com um teste Leia mais… »