Raízes

A existência de inúmeros grupos de redes sociais dedicados à Genealogia, muitos contando milhares de participantes, demonstra que essa ciência aplicada não só sobreviveu à passagem do tempo, como também se tornou mais vibrante e relevante no mundo contemporâneo. Em minha opinião, a iniciativa que melhor celebra a contemporaneidade, a relevância e também a beleza e a complexidade do trabalho genealógico é a série Finding Your Roots, da Public Broadcasting Service (PBS), rede de televisão americana de caráter educativo-cultural. Embora o foco deste blogue seja a genealogia brasileira e portuguesa, creio que a série da PBS mereça ser um espaço aqui por sua qualidade e seu caráter didático.

Leia mais

Realista

Desde que Portugal promulgou a Lei Orgânica nº 1/2013 e o Decreto-Lei 30-A/2015, brasileiros de toda procedência começaram uma busca para comprovar a ascendência em um judeu português que viveu entre os séculos XV e XVIII e que foi ou perseguido e condenado a se converter ao catolicismo ou, quando renitente à conversão, fugiu do território português ou foi dele expulso. Desde já adianto que é uma busca exaustiva que pode se revelar frustrante.

Leia mais

Associações

A pesquisa genealógica deve começar dentro de casa, na busca de certidões, fotografias e na escuta das histórias passadas de geração a geração e que, embora possam conter algumas imprecisões, são valiosas pelas pistas que costumam oferecer. Em alguns momentos, a busca dentro de casa e nas casas dos parentes parece estagnar. É nesse momento que se deve começar a procurar pistas em cartórios e conservatórias e também nas bases de dados disponíveis na internet.

Leia mais

Razões

Por que (você) se interessa por genealogia? Essa foi uma das dez perguntas que incluí em uma pesquisa on-line com o objetivo de entender o que buscam os membros de diversas comunidades brasileiras do Facebook com foco nesse tema. Embora eu imaginasse quais seriam as respostas deles pela observação das discussões que travavam nos tais grupos, não sabia como seria a distribuição relativa delas.

Leia mais

Genoma

É interessante observar crescimento do interesse pelos testes genéticos em pessoas sem conhecimento específico na área, mas que se interessam em conhecer sua história familiar. Essas pessoas engrossam a quantidade de membros de páginas no Facebook dedicadas a esses testes. Ainda mais interessante é descobrir que essas pessoas buscam as páginas na tentativa de fazer sentido das informações que recebem das empresas que analisaram seus DNAs. Eu pergunto: mas não seria obrigação dessas empresas prover esse sentido?

Leia mais