Onomástica

Que a onomástica portuguesa é complexa, muitos pesquisadores iniciantes já descobriram por experiência. Isso se prova pelos incontáveis exemplos de filhos que recebiam os sobrenomes de seus ramos paternos enquanto suas irmãs recebiam os dos ramos maternos. Mas até essa regra poderia variar, como ocorreu no caso de meu trisavô Pedro Gomes de Moraes, que Leia mais… »

Variações

O pesquisador afoito e inexperiente pode ter uma impressão de verdadeiro caos ao tentar fazer sentido do sistema de aplicação dos apelidos/sobrenomes em assentos paroquiais portugueses dos séculos passados. Fora a estabilidade relativa de herança por costado – filhas herdam o apelido da mãe e filhos, do pai – havia condições intervenientes que poderiam trazer Leia mais… »