Memorialistas

Assentos paroquiais, relatos ou causos de família, cartas, fotografias e periódicos são algumas das fontes de informação comumente empregadas na pesquisa genealógica. Além delas, existem outras que talvez exijam mais pesquisa e podem mesmo não ser encontradas, como os livros de memórias publicados por escritores e cidadãos que viveram nas cidades de origem de nossos antepassados.

Leia mais

Futebol

Por meio da pesquisa que venho realizando há anos, descobri que meus avós paternos emigraram de Portugal na primeira década do século XX. Nessa pesquisa descobri também que outros ramos de minha árvore paterna chegaram ao Brasil em ondas migratórias anteriores e posteriores. Diante da realidade de ramos familiares ainda desconhecidos, estabeleci o desafio de encontrar possíveis primos e primas de ramos distantes de minha árvore paterna.

Leia mais