Testes

Desde o lançamento do Projeto Genográfico pela National Geographic Society em 2005, a oferta de testes genéticos para fins genealógicos aumentou sensivelmente. O aumento da oferta e o desenvolvimento da tecnologia deverão reduzir o custo desses testes, o que contribuirá para sua popularização. E quanto mais pessoas puderem ter seu DNA testado, maior será a chance de encontrar coincidências genéticas e parentes distantes após a divulgação dos resultados pelos laboratórios.

Leia mais

Escrava

É comum acreditar que famílias estabelecidas há séculos no Brasil tenham em sua composição genética elementos dos três grandes grupos formadores: o indígena, o europeu e o africano. Pelo mesmo raciocínio, isso não ocorreria em famílias estabelecidas mais recentemente, por volta do século XX, por exemplo, nas quais um desses elementos poderia existir de forma exclusiva – caso de minha família paterna. Mas a realidade é mais complexa do que pode parecer, pois esse raciocínio se baseia na crença de que os elementos indígena e africano (escravizado) estavam presentes apenas no Brasil. Como talvez você já saiba – ou deva ter deduzido – o raciocínio está equivocado e precisa ser desconstruído.

Leia mais