Persistência

O mito de que existem sobrenomes judaicos ou cristãos-novos parece ser difícil de eliminar. Canso-me de ver questões relativas a ele em grupos do Facebook dedicados à busca de ancestralidade sefardita. E mais uma vez é conveniente explicar: não existem sobrenomes de cristãos-novos, pois os judeus sefarditas adotaram os sobrenomes dos cristãos-velhos justamente para fugir da perseguição, ainda que muitos continuassem a seguir os preceitos judaicos em ambientes privados.

Expulsão dos Judeus – Fonte: desconhecida

Submeti um relatório para análise inicial da Comunidade Israelita de Lisboa – CIL – já aprovado nessa etapa – e posso apresentar evidências de que os sobrenomes encontrados na árvore de minha cliente – que descende de Antônio Bicudo Carneiro – poderiam ser encontrados na árvore de qualquer brasileiro ou português que tivesse sua genealogia desenvolvida até sua quinta ou sexta geração.

Eis aqui, em ordem alfabética, a relação dos sobrenomes encontrados na árvore de minha cliente:

  • Brito
  • Furtado
  • Gonçalves
  • Macedo
  • Morais
  • Oliveira
  • Rodrigues
  • Soares
  • Villas-Boas

Para conhecer e desconstruir mais mitos relativos ao tema, leia outro texto disponível aqui no blogue – clique aqui.


José Araújo é genealogista.