Hilda

Foi progenitor desta família na Capitania de São Vicente e São Paulo, João do Prado, natural da praça de Olivença da Província do Alentejo de Portugal, de nobreza ali muito conhecida, que veio nos princípios da povoação de São Vicente com muitos outros nobres povoadores na companhia do donatário Martim Afonso de Sousa, pelos anos de 1531. Casou nessa vila com Felipa Vicente, filha de Pedro Vicente e de Maria de Faria, naturais de Portugal, que foram também dos primeiros povoadores e que em 1554 eram lavradores de grandes canaviais e tinham parte no engenho de açúcar de São Jorge dos Erasmos. _ Título Prados, Genealogia Paulistana.

João e Felipa tiveram 11 filhos dentre os quais citamos Maria do Prado, que se casou com o português Miguel de Almeida de Miranda, natural de Cascais, e com ele teve enorme descendência, da qual cito seus filhos Salvador de Miranda e Felipa de Almeida Prado, certamente batizada em homenagem a sua avó materna. Salvador é meu decavô pelo ramo materno, o que me liga diretamente aos primeiros habitantes de São Vicente.

Felipa de Almeida Prado, por sua vez, originou com seu marido João da Cunha Lobo, falecido em 1681, uma descendência que levou o sobrenome dos Prado até o século XX. Eles foram os pais de Miguel de Almeida Prado (1658-1700), os avós de João da Cunha de Almeida, os bisavós do ouvidor Lourenço de Almeida Prado (1732-1798), os trisavós do capitão-mor João de Almeida Prado (?-1835), os tetravós do tenente-coronel Elias de Almeida Prado (1798-?), os hexavós de Lourenço de Almeida Prado (1823-?) e os heptavós de Maria do Carmo de Almeida Prado, que Silva Leme parece ter identificado incorretamente como “Maria da Conceição, casada com Eduardo Hilto”.

Acredito que Eduardo Hilto provavelmente fosse Eduardo Hilst, que com Maria do Carmo teve Apolônio de Almeida Prado Hilst, que do casamento com Bedecilda Vaz Cardoso teve Hilda de Almeida Prado Hilst (1930-2004), cuja certidão de nascimento transcrevo abaixo.

TALÃO Nº 12 PAG. 166 | NASCIMENTO Nº 2360 | Certifico que a fls. 45v do livro N. 86 de registro de nascimentos foi registrado hoje o assento de Hilda Hilst, nascido ao vinte e um de abril de mil novecentos e trinta, às vinte e três horas e … minutos, em [incompreensível] quarenta e um A, do sexo feminino, de cor branca, filho legítimo de Apolônio Hilst e de dona Bedecilda Vaz Cardoso, sendo avós paternos Eduardo Hilst e d. Maria do Carmo Prado Hilst, e maternos …. Foi declarante Apolônio Hilst e serviram de testemunhas […]
Hilda Hilst – Fernando Lemos

Hilda Hilst se tornaria ficcionista, cronista, dramaturga e poeta brasileira e foi considerada pela crítica especializada como uma das maiores escritoras em língua portuguesa do século XX. Sua vida e obra podem ser conhecidas no site do Instituto Hilda Hilst.


José Araújo é genealogista.